Saturday, October 18, 2008

7o mês






Nem posso acreditar que estamos em outubro... Mais próximo ao fim do que de seu começo. Ontem completaram 7 meses que eu cheguei aos Estados Unidos. É tudo tão louco... Mais um pouco de US e será a hora e reencarar o Brasil e tudo por lá. Confesso que estou com medo. É sempre um grande choque em todos os sentidos para todas que voltam...
Minha vida aqui tem sido mais estável. Dias de semana trabalhando apenas basicamente e de fim de semana fazendo passeios pela região de Marin e em San Francisco. Nada mal.
No mês passado tomei aulas de canto básico numa High School aqui perto. Foi uma época que eu não estava emocionalmente bem e decidi que deveria investir em algo que eu gostasse para tomar meu tempo, entreter um pouco. Foi bem produtivo. Aprendi uns exercícios de aquecimento vocal e respiração que valeram a pena. Lamento que tenha sido tão rápido.
Também na mesmo linha de raciocínio de tomar meu tempo com coisas que eu gosto resolvi comprar um violão. Nem sei como consegui passar tanto tempo sem um. Comprei o mais barato que encontrei, mas tem me servido como fosse o melhor dos violões. No começo sofria de dor para tocar, tinha perdido todos meus calos nos dedos... Que doloroso para refazê-los! Mas agora está tudo aqui de volta! Eu garanto! Passar mais tempo sozinha em casa é um tanto mais fácil agora.
Semana passada finalmente eu tirei minha carteira de motorista da Califórnia. Depois de sofrer tanto nas mãos do instrutor da cidade de Corte Madera, optei por tirar em Novato, norte daqui, e com a mudança as coisas foram muito melhores. Estava um pouco nervosa, mas o instrutor foi muito simpático e colaborou muito para que eu ficasse tranquila. No fim disse a ele que o outro tinha sido muito "filha da puta" comigo (em outras palavras, lógico), e ele me disse: "Eu sei de quem vc está falando." Ou seja, o cara já tem mesmo aquela fama de mau! Fico aliviada de certo modo ao perceber que há chances de não ser eu uma "braço duro".. rss
Mês passado eu estive em San Diego com minha host family por uma semana. Foi bom e ruim por vários motivos. Bom viajar de graça, horário de trabalho light, livre durante o dia, porém ninguém para sair junto, não ter como ir aos lugares. De qualquer maneira, acho que a viagem aconteceu numa época em que na verdade o que eu estava precisando era mesmo ficar um pouco sozinha e ficar um pouco longe de San Francisco.
O mais engraçado é que foi a primeira vez em tanto tempo que eu dividi a casa com minha hostfamily durante dias normais. Pela primeira vez conheci vários dos hábitos deles que, morando separado, eu nunca veria. Por exemplo meu host lendo o jornal pela manhã ou minhas crianças vindo me dar bom dia quando eu abria a porta do quarto pela manhã. Foi bem gostoso esta parte. Saber a que horas eles acordam pela manhã e a que horas se deitam, o que fazem a noite e o que comem na janta. Tive prazer em participar deste dia-a-dia da família. É menos solitário.
Morar separado tem muitas vantagens (como poder tocar meu violão em qualquer hora que eu queira), não prestar contas de meus horários de entrada e saída da casa, mas há também várias desvantagens. Acho que se eu estivesse morando com a família desde o começo eu certamente iria reclamar de muita coisa, como acordar cedo com o barulho das crianças, por outro lado eu acho que eu me sentiria bem mais acolhida aqui na terra do tio Sam e muita coisa teria sido diferente para mim. Se eu me sentisse realmente mais parte da minha família acredito que meus sentimentos estariam mais preenchidos de alguma forma e não me sentiria tão sozinha em certos momentos.
Semana que vem estou indo para o México com minha family, então acredito que o próximo post será bem interessante! :)

Até breve!

1 comment:

susumuniz_@hotmail.com said...

ola, tava vendo uns blog, e vi CA(de California) no da minha amiga,
e em dezembro estou indo pro Sul de Los Angeles.
aiaia to mto ansiosa, e foi otimo ler algumas coisas do seu blog, pra ja ir imaginando como que é.
adorei a parte de cook, menos mal,ou não, hehe mas sempre da certo .
não sei se nos encontros de AU pAIR, são todas da california, mas talvez nos encontramos.

bjo
P.S: depois do visto faço um blog tbm hehe